Stream On: Watch Live
IMMERSIVE AUDIO

Podcast popular de ficção científica chileno é adaptado para ouvintes brasileiros em ‘Paciente 63’

July 22, 2021

Desde sua estreia em Novembro do ano passado, o popular podcast chileno Spotify Original Caso 63 tem paralisado os ouvintes com sua narrativa de ficção científica. Agora, a áudiossérie de viagem no tempo está se espalhando geograficamente à medida que o Spotify adapta seu podcast em espanhol para Paciente 63, uma versão em português, para ouvintes no Brasil.

Criado por Julio Rojas, a áudiossérie de ficção se passa no ano de 2022, quando a psiquiatra Elisa Aldunate inicia uma série de sessões de terapia com “Paciente 63”. Conforme as sessões progridem, o tempo, o espaço e a realidade começam a se confundir, brincando com a mente dos ouvintes. O drama se desenvolve ao longo de 10 episódios, entregando um mistério instigante para falantes de espanhol em todo o mundo.

“Tem sido um fenômeno impressionante – Caso 63 foi uma das áudiosséries em espanhol mais escutadas em 2020 e foi recebido com um entusiasmo que cruzou países, durou meses e gerou uma grande quantidade de reflexão e comentários em todas as redes sociais”, refletiu Rojas.

“[Com a adaptação] fico muito emocionado”, acrescentou. “Escutar Paciente 63 em português, com o nível dos atores, a adaptação e a produção, foi como se a história sempre tivesse sido pensada para ser ouvida nessa língua. É reconfortante ver que as histórias de ficção científica e seu público não têm fronteiras, talvez porque as histórias nos façam refletir sobre as mesmas questões. A ficção científica é hoje a grande fonte de reflexão filosófica sobre quem ou onde queremos estar.”

A adaptação conta com a participação dos atores brasileiros Mel Lisboa e Seu Jorge. Ambos emprestam suas vozes para a áudiossérie, contribuindo para a imersão dos ouvintes no universo de Paciente 63.

“Fiquei muito entusiasmada em fazer parte de Paciente 63,” afirmou Lisboa. “A série traz, em muitos momentos, a teoria de que podem haver realidades diferentes a partir das escolhas que fazemos; faz as pessoas refletirem sobre seus erros e suas decisões. Além disso, acho que uma ideia que as pessoas podem ter ao escutar Paciente 63 é que provavelmente passaremos por mudanças drásticas. Em 2019, por exemplo, não imaginávamos que precisaríamos nos isolar como está acontecendo até agora.”

O processo de gravação foi uma experiência inédita para os atores, que não puderam se encontrar pessoalmente durante a pandemia e, em vez disso, desenvolveram seus personagens e relacionamentos virtualmente. 

“Foi um desafio dar vida a um personagem por meio da voz”, Jorge compartilhou. “A necessidade de usar apenas esse recurso como meio de imersão para o ouvinte, principalmente com as limitações do COVID-19 que estavam acontecendo, dificultava o processo. Foi uma experiência que exigiu muita técnica. No final das contas, o projeto fez parte de um rico processo no qual tive que estudar a melhor maneira de lidar com minha voz e treinar muito para chegar onde queria.”

Lisboa e Jorge acreditam que a premissa instigante da história e o formato de áudio vão ressoar entre os brasileiros. Para Rojas, isso não é surpresa – e apenas o começo para podcasts de ficção.

“Por milhares de anos, a narração oral foi a principal forma de contar histórias”, explicou Rojas. “Ouvir uma áudiossérie ativa novas vias neurais e gera a intimidade necessária para a autorreflexão. Você faz parte da história porque ajuda a construí-la. É uma experiência única e pessoal, e acho que é o novo formato para um mundo pós-pandêmico. Espero que os ouvintes brasileiros gostem.”

Junte-se às aventuras de Paciente 63 e Dra. Elisa. Maratone já: